sábado, janeiro 13, 2007

Eu ainda acredito no beijo !


Eu ainda acredito no beijo !

Pra começar, acho legal deixar registrado alguns dados importantes sobre o beijo...

O beijo no dicionário vem do Latim Basiu, significa, o ato de tocar com os lábio em alguém ou em. Segundo os estudiosos, um beijo caliente que dure 10 segundos, é capaz de queimar 12 calorias. Se essas contas são verdadeiras mesmo taí um exercício e tanto para quem quer manter a linha. Se o nosso coração normalmente dá de 60 a 80 batidas por minuto, na hora do beijo ele acelera em ritmo alucinante chegando a 150 batidas por minuto. Nada menos do que 29 músculos faciais fazem hora extra por causa de um simples beijinho.
Há beijos de amor, de amizade, de paixão, de desejo. Beijos que seduzem, beijos que conquistam...

Mas, deixando as curiosidades científicas de lado, o fato é que encontrar alguém para namorar não é uma tarefa fácil, uma vez que não se saia por aí namorando qualquer um (a). É preciso que haja um conjunto de afinidades. Além do mais, mesmo que se dê muito bem com a pessoa, é importante saber como manter o relacionamento vivo, incrementando a relação.A amizade, por exemplo, é fundamental. A cumplicidade entre duas pessoas dá a sustentação para que o relacionamento ultrapasse as fases boas ou ruins. Sem amizade você não tem a intimidade necessária para ser você mesmo, para se mostrar realmente.O afeto também é imprescindível. O namoro ou o casamento só fazem sentido se as pessoas se gostam, se admiram, se respeitam. Mas sabemos que só amizade e afeto não justificam o envolvimento. Sem tesão, a tão questionada química de pele, fica complicado.E isso pode-se perceber através de um simples beijo! Acho que a linguagem corporal não está desconectada do resto, e o jeito que alguém toca ou beija tem tudo a ver com a maneira desta mesma pessoa se relacionar. Algumas pessoas, por exemplo, podem ir com muita sede ao pote e ao beijar são muito ansiosos: têm uma língua dominante ou lambuzam o parceiro com muita saliva. Para outros pode faltar agressividade, fazendo um contato muito "chocho". Deve existir um bom equilíbrio quando se consegue ter bastante energia sexual, equilibrando-a numa sábia alternância entre movimentos firmes e suaves. Mais que isto, é fundamental que os dois saibam se coordenar.

Ainda me lembro do meu primeiro beijo pra valer! Eu era jovem e não sabia ao certo como fazê-lo, então me deixei levar pelo beijo da pessoa que estava comigo, meio que repetindo os seus gestos, e então creio eu, que devo ter me saido bem ou pelo menos devo ter conseguido evitar que a pessoa desconfiasse que nunca tinha o feito antes. Lembro-me também de uma namorada que tive, esta não faz muito tempo, era bonita, inteligente, carinhosa, companheira, mas o beijo... Era terrível! Não que eu queira me gabar aqui dizendo que beijo bem, muito pelo contrário, mas todo mundo sabe que beijo é beijo!

Fato curioso é que todo mundo sabe que o beijo existe desde os primórdios, mas veio a aparecer na TV brasileira somente em Sua Vida Me Pertence, novela exibida em 1951. Não passava de um toque rápido nos lábios dado entre os atores Walter Forster e Vida Alves. Durante todos os anos 60 os beijos eram assim, um toque rápido de lábios. O lance só esquentou em 73, na novela O Bem Amado com um beijo entre Sandra Bréa e Jardel Filho. Em Gabriela (1975), com Sonia Braga e Armando Bogus (Nacib), rolaram os beijos mais sensuais da TV até hoje - eles escancararam e mudaram todo um padrão de um comportamento televisivo. Já nos anos 80, pintou até beijo incestuoso, entre Édipo (Felipe Camargo) e Jocasta (Vera Fisher)...

Sabe-se que antigamente levavam-se semanas ou até meses para que um casal de namorados ou pretendentes chegassem a um beijo. Hoje as coisas andam bem diferentes. Então será que é triste ver o beijo tornar-se algo tão comum no nosso cotidiano? É até engraçado de se dizer isso, pois hoje em dia o beijo pode ser visto em todos os lugares, até mesmo em pára-choque de caminhão: "Beijo é que nem ferro elétrico: liga em cima, esquenta em baixo."

Eu ainda acredito no poder de um beijo, acredito no seu valor e quero continuar acreditando...

Ricardo M. Freire

Um comentário:

CaM!La disse...

Oiiiii... mto bem postado!!!
E é um assunto que ultimamente ninguém dá mta atenção... saem beijando qualquer um e tá bom!

Poucos são aqueles que reconhecem o verdadeiro valor do beijo!

gostei do post!

parabéns!


bjos