sábado, julho 05, 2008

Você sabia?

Você sabia que uma teoria diz que a formação da Lua deu-se através do impacto de um planeta hoje desaparecido - chamado Theia - com a Terra?

Existe uma teoria que hoje é bem aceita pela maioria da comunidade científica: o Big Splash (também chamada “The Giant Impact”, que é como ela foi inicialmente denominada).
Ela foi proposta 1975 por dois pesquisadores do Instituto de Ciências Planetárias de Tucson e do Instituto Harvard-Smithsonian de Astrofísica - William K. Hartmann e Donald R. Davis.
De acordo com a composição isotópica da Lua, o objecto que colidiu com a Terra, denominado Theia deve ter tido origem dentro da órbita terrestre. Inicialmente pensava-se que a força gravítica da Terra agregou todo o material ao seu alcance para formar o planeta. No entanto, conforme sugerido em 1772 pelo matemático Lagrange, existem cinco pontos na órbita da Terra nos quais os efeitos da gravidade do planeta se anulam em relação ao Sol.
Depois do Big Splash, o material resultante do impacto foi acreccionado às sobras do núcleo de Theia e pouco a pouco a Lua como satélite adquiriu consistência. À medida que a Lua crescia, as forças gravitacionais afastaram-na para longe da Terra até estabilizar na distância de 385.000 km que hoje ocupa. Calcula-se que cerca de 90 por cento do seu material seja originário dos destroços do planeta Theia. O Big Splash explica as duas características da Lua que mais têm intrigado os cientistas: a Lua tem a mesma composição isotópica das rochas da Terra porque o seu percursor (Theia) se desenvolveu na mesma distância relativa do Sol; tem uma proporção de núcleo ferroso bastante inferior porque a parte principal do núcleo de Theia afundou na Terra na altura da colisão.


Fonte: Stapafurdius

Um comentário:

Alberto disse...

Oi, carinha, obrigado por colocar o crédito da matéria. Mas, please, coloca o link certinho http://stapafurdius.net.

Muito obrigado,

Até mais.