sexta-feira, outubro 03, 2008

Você sabia?

Você sabia que a cobra-papagaio pode passar dias e até mesmo semanas enrolada em posição característica, no mesmo lugar?

A cobra-papagaio é uma serpente amazônica da família dos boídeos.
Estas serpentes matam a presa por constrição (pressão feita com o corpo quando se enrola em sua presa causando asfixia e parada cardíaca. Geralmente, evitam contato com humanos, e quando isto ocorre, algumas soltam um som originado pelo ar expirado dos pulmões, mas podem também dar botes defensivos.Sua coloração é verde no dorso e nos flancos, podendo ter uma linha dorsal branca com desenhos transversais e irregulares também brancos pelo corpo. A face ventral é amarelo intenso. Pode atingir os 2 m, tem o corpo achatado lateralmente. A cabeça é bastante larga, e apresenta, nas escamas, fossetas labiais sensoriais, que são termoreceptores.

Arborícola por excelência, raramente desce ao solo, não mais que para seus deslocamentos. Uma de suas características é passar dias e até mesmo semanas enrolada em posição característica, no mesmo lugar.
Possui dentes diferenciados na parte frontal, maiores e auxiliam na captura de suas presas habituais, aves, quirópteros (morcegos) e pequenos mamíferos.É vivípara e pouco se sabe sobre sua reprodução, que normalmente acontece no inverno, com gestação aproximada de seis meses e parindo de 1 à 15 filhotes por ninhada, que nascem alaranjados ou vermelhos, mudando para o verde característico em 5 ou 6 meses. Os filhotes nascem com essa coloração devido ao seu mecanismo de defesa natural para afastar os predadores.Ocorre nas Guianas, norte do Peru e Colômbia e norte da Bolívia, no Brasil é típica da bacia amazônica.
Alguns exemplares podem ser encontrados em até 40 metros de altura, na copa das árvores.
Conhecida também como ararambóia, é considerada por muitos como um dos animais mais belos do planeta, o que a coloca como vítima de tráfico intenso. Também está ameaçada pela derrubada de árvores para produção de madeira.
Fontes: Diagnóstico / wikipédia

Nenhum comentário: